Cultura Transversal

Editora Austral. Lançamentos 2013: Alberto Buela, Alexander Dugin, Alain de Benoist

Posted in Alain de Benoist, Alberto Buela, Alexander Dugin, Autores, Libros, Publicaciones by paginatransversal on 2 noviembre, 2013
É com grande satisfação que a Editora Austral comunica a todos os seus amigos e leitores o lançamento de três obras da maior importância. São elas:
AUSTRAL BUELA HISPANO AMERICA CONTRA OCCIDENTE
Hispano-américa Contra o Ocidente, Alberto Buela.
 
AUSTRAL DUGIN CONTRA O OCCIDENTE
Contra o Ocidente: Rússia Contra-ataca, Alexander Dugin.
 
AUSTRASL DE BENOIST PARA ALEM DOS DIREITOS HUMANOS
Para Além dos Direitos Humanos, Alain de Benoist.
 

Estes livros serão efetivamente lançados durante a Conferência Ibero-Americana sobre a Quarta Teoria Política, que ocorrerá nos dias 15 e 16 de novembro na cidade de Curitiba [http://4tpconferenciabrasil.blogspot.com.br/]. Somente após o evento é que disponibilizaremos os pedidos mediante nosso e-mail de contato

1ª Conferencia Iberoamericana sobre la 4ª Teoría Política (Curitiba, Brasil)

Posted in Alberto Buela, Alexander Dugin, Autores, Convocatorias by paginatransversal on 18 septiembre, 2013

I CONFERENCIA IBEROAMERICANA SOBRE LA 4 TEORIA POLITICA

Apresentação

Estamos frente aos portões de entrada da pós-modernidade. Seus primeiros sinais já se fazem visíveis. A queda do mundo ideológico que marcou toda luta política pelo intenso século XX configura um deserto espiritual em que nada brota no campo do pensamento. É o deserto subpolítico da pós-modernidade.Esquerda e direita desaparecem como topográfica política identificável, a primeira endireita-se em matéria de vínculo econômico, e a segunda esquerdiza-se em matéria de valores e cultura. O que resta da direita apodrece na busca de sistemas para otimizar o status quo, e o que resta da esquerda deliberadamente autoaliena-se em simulacros de revoluções.

Ilusões débeis e apegos anímicos a ideias já carcomidas pelo poder do capital, bandeiras sujas de dólares e símbolos de uma era de seriedade e luta comercializados no mercado negro ideológico.

Pouca coisa é ideologicamente identificável na pós-modernidade, e o ideal do indivíduo emancipado e desobrigado é talvez a principal delas. Este, por sua vez, é a luz destes tempos, que cegou todas as outras chamas ideológicas. Isto marca não menos o liberalismo como o representante completo no campo das ideias deste ideal, e pensamento reinante em todas as esferas.

(more…)